Infecções pelo Estreptococos do Grupo B (GBS) em Recém-natos

13.06.2013

A infecção pelo Estreptococos do Grupo B (GBS ou Streptococcus agalactiae) é uma das maiores causas de Sepse em recém-natos. A infecção ocorre pela transmissão da bactéria, que pode estar colonizando a vagina ou o ânus da mãe, durante o parto. Existe evidência bem estabelecida indicando que a profilaxia com antibióticos pode prevenir a infecção. Geralmente, é utilizado o exame de Cultura específica para Streptococcus do Grupo B, que é feito na 34a. ou 35a. semana de gestação. Quando o resultado é positivo, a profilaxia com antibióticos é aplicada. Entretanto, em cerca de 10% das gestantes com resultado de cultura negativa podem apresentar positividade durante o parto, devido ao caráter transitório da infecção. Como o resultado da cultura leva de 24 a 72 horas, a sua realização logo antes do parto não traz maiores beníficos.

Um novo teste por biologia molecular chamado GeneXpert GBS é capaz de detectar a presença do DNA do Streptococcus do Grupo B em amostras ano-vaginais com resultados em cerca de 2 horas e 30 minutos, possibilitando a realização do teste antepartum e evitando a possibilidade de infecção pelo GBS.

Em um recente estudo, o teste apresentou excelentes níveis de sensibilidade, especificidade, valor preditivo positivo e negativo, sendo recomendado para utilização no diagnóstico de infecções pelo GBS. O estudo foi publicado no último número do periódico Journal of Clinical Microbiology and Infecctionvolume 17 issue 12, 2011.

ENGLISH

Infections Group B Streptococcus (GBS) in Newly born

Infection with Group B Streptococcus (GBS or Streptococcus agalactiae) is a major cause of sepsis in newborns. Infection occurs by transmission of the bacteria, which may be colonizing the vagina or anus of the mother during childbirth. There is well established evidence indicating that antibiotic prophylaxis can prevent infection. Generally, it is used for the examination of specific Culture for Streptococcus Group B, which is made at 34th or 35th week of gestation. When the result is positive, antibiotic prophylaxis is applied. However, in about 10% of pregnant women with negative culture results may show positivity during childbirth, due to transitory infection. As the result of culture takes 24 to 72 hours, their realization just before brings no greater beneficies.

A new test by molecular biology called GeneXpert GBS are able to detect the presence of DNA from Group B Streptococcus in vaginal samples with results in about 2 hours and 30 minutes, allowing the test antepartum and avoiding the possibility of infection by GBS.

In a recent study, the test showed excellent levels of sensitivity, specificity, positive predictive value and negative, and is recommended for use in the diagnosis of GBS infections. The study was published in the latest issue of the Journal of Clinical Microbiology and Infecction volume 17 issue 12, 1 2011.V