Conheça a clamídia, uma das ISTs mais comuns entre homens e mulheres

06.11.2017

A clamídia é uma IST (infecção sexualmente transmissível) causada pela bactéria Chlamydia trachomatis, que provoca inflamação nos canais genitais e urinários.

Sua transmissão pode ocorrer via contato sexual ou de forma congênita, passada de mãe para filho durante o parto.

Considerada uma das ISTs mais comuns, a maioria das pessoas que têm clamídia não apresenta quaisquer sintomas.

Silenciosa, a clamídia geralmente é assintomática, principalmente em seu estágio inicial, por isso a maioria das pessoas não sabe que têm a doença.

Às vezes, os sinais da infecção são passageiros ou tão leves que nem são notados, ou podem ser confundidos com outro problema.

Os sintomas podem aparecer em homens e mulheres, e os principais incluem:

  • ardência ou dor ao urinar;
  • dor abdominal;
  • dor e/ou sangramento retal;

Podem ocorrer também:

formação de abscessos (obstruções com dilatação), dor durante a relação sexual, corrimento vaginal (pode ser amarelado e cheiro forte), sangramento entre os períodos menstruais e após a relação sexual e doença inflamatória pélvica (caracterizada por uma infecção que se inicia na vagina ou no colo do útero e atinge o endométrio) em mulheres;
corrimento ou pus peniano, epididimites (inflamação no epidídimo - tubo que fica na parte de trás do testículo) agudas, prostatites (inflamação da próstata), artrite reativa e estenose uretral (estreitamento da uretra) em homens.

O diagnóstico da clamídia é simples, o exame é feito por uma técnica conhecida como PCR (Protein Chain Reation) em secreções genitais, e pode ser colhido na mesma amostra do papanicolaou em base liquida, como o HPV.

Este exame, chamado Pesquisa Molecular DST, é um painel para diagnóstico e triagem das principais Infecções Sexualmente Transmissíveis pela Técnica de PCR em Tempo Real (Real Time PCR), incluindo a clamídia e outras ISTs:

• P.C.R.Chlamydia trachomatis

• P.C.R. Trichomonas vaginalis

• P.C.R. Neisseria gonorrhoeae

• P.C.R. Ureaplasma urealyticum

• P.C.R. Mycoplasma hominis

• P.C.R. Mycoplasma genitalium

O Richet realiza este exame em todas as suas unidades. Para informações, ligue: (21) 3184-3000.

 

A clamídia pode ser facilmente curada com antibióticos, mas a doença pode levar a infecções graves e até mesmo infertilidade, se não diagnosticada e tratada a tempo. Além disso, em gestantes a infecção pode provocar partos prematuros e causar infecção ocular, cegueira ou pneumonia no recém-nascido.

Para evitar a reinfecção e ainda mais a propagação da doença, é recomendado que o(a) parceiro(a) também faça o tratamento, sendo indispensável o uso de preservativos.

É muito importante seguir o tratamento até o final, mesmo que a infecção manifeste uma aparente melhora.

Alguns casos mais graves podem exigir hospitalização e antibióticos por via intravenosa (medicamento administrado através da veia).

Após o termino do tratamento, é recomendado fazer o teste para verificar se a infecção foi debelada.