Conheça 13 doenças causadas por bactérias

10.01.2016
Atualizado em: 11/01/2019

 

As bactérias podem causar muitas doenças nos seres humanos e nos animais. Podem ser transmitidas pela saliva, alimentos ou objetos contaminados, ou por contato sexual. Podem também ser causadoras de doenças brandas e até mesmo de complicações que levam à morte.

 

Confira algumas das doenças mais conhecidas causadas por bactérias:

  • Cárie

É uma destruição estrutural dos tecidos dentais causada por ácidos produzido pela fermentação bacteriana dos carboidratos da dieta. Má-escovação dos dentes, comer ou tomar refrigerante frequentemente, alimentos fáceis de ficarem presos entre os dentes, pouco flúor, localização do dente, boca seca, idade, azia, aparelho dentares entre outros, podem causar a Cárie. Os sintomas da doença são dores nos dentes, orifícios visíveis nos dentes, coloração escura nos dentes e dor ao morder, inflamação, sensibilidade, mau hálito e perda do dente. O tratamento consiste em realizar a restauração do dente.

  • Clamídia

É uma doença sexualmente transmissível (DST) muito comum em todo o mundo, podendo atingir homens e mulheres,  podendo ser transmitida via contato sexual e de forma congênita, ou seja, passada de mãe para filho durante a gravidez. O contágio pela bactéria Chlamydia trachomatis provoca inflamação nos canais genitais e urinários e o sintoma, quando ocorre, é um discreto corrimento. Nas mulheres, pode acontecer a formação de abscessos, infertilidade e dores pélvicas. Nos homens pode provocar esterilidade, uretrites, epididimites (inflamação no epidídimo - tubo que fica na parte de trás do testículo), prostatites (inflamação da próstata), artrite reativa e estenose uretral (estreitamento da uretra).

Veja também:

 

  • Faringite

É uma inflamação na faringe que costuma causar muita dor, irritação, coceira e desconforto. Acomete tanto homens quanto mulheres de todas as idades. O contágio é normalmente por via oral ao falar, tossir, espirrar, beijar, etc... Os sintomas são dores na garganta, febre, aumento de ínguas, vermelhidão e inchaço na garganta e dificuldade de engolir. O tratamento da faringite é por medicamentos receitados por médicos, repouso e boa hidratação.

  • Gastrite

Conhecida como mucosa gástrica, é uma doença inflamatória das paredes do estômago que pode causar dores de estômago, indigestão e arrotos frequentes. Existem dois tipos de gastrite: aguda e crônica. A aguda pode durar pouco tempo e a crônica pode durar meses ou até mesmo anos. A causa da gastrite é a fraqueza da barreira mucosa que protege a parede estomacal, resultado de muita ingestão de álcool, estresse, HIV, uso de drogas, uso excessivo de analgésicos o avanço da idade. O tratamento pode ser realizado através de anti-inflamatórios ou antibióticos, dependendo da gastrite.

  • Gonorreia

O contágio pela bactéria Neisseria gonohhroeae pode atingir os órgãos genitais masculinos e femininos e os sintomas são diferentes de acordo com a região do corpo atingida. A gonorreia normalmente causa uretrite (inflamação infecciosa da uretra), secreção semelhante ao pus pela uretra, aumento do corrimento vaginal, micção (ato de expelir urina) dolorosa, dor pélvica, sintomas de infecção de garganta, coceira anal e conjuntivite (em neonatos). A transmissão da doença pode ser através do sexo ou também através do parto, passando de mãe para filho.

 

  • Lepra

A Lepra é uma doença de pele contagiosa também conhecida como Hanseníase, que causa grandes danos nos nervos e pele. Sintoma: mancha arredondada mais clara que a pele com perda da sensibilidade no local. Pode demorar de dois a cinco anos para o surgimento de sintomas. Pode ser transmitida através da via oral como por exemplo, pela saliva, fala, tosse, espirro entre outros. O tratamento é realizado através de antibióticos.

  • Leptospirose

É uma doença infecciosa causada pela bactéria Leptospira. É transmitida através da ingestão ou contato com água contaminada pela urina do animal contaminado, podendo ser de animais domésticos, mamíferos, aves, répteis e anfíbios. Os sintomas da leptospirose são febre, vômitos, diarreia, dores no corpo, olhos vermelhos, pele amarelada e tosse. O tratamento é feito através de antibióticos.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

  • Meningite

É uma inflamação das meninges, que são as membranas que envolvem o cérebro e a medula espinhal. A transmissão é feita por via respiratória, por gotículas e secreções nasofaringe ou contato direto com as secreções respiratórias do contaminado. A meningite bacteriana é a mais grave de todas. A bactéria entra na corrente sanguínea e migra até o cérebro. Os sintomas são: Vômitos, convulsões, falta de apetite, fortes dores de cabeça, febre alta, pescoço rígido entre outros. O tratamento da meningite bacteriana precisa ser iniciado o quanto antes com antibióticos intravenosos.

  • Difteria

A difteria é uma doença bacteriana grave, causada por um bacilo toxicogênico. Podendo se alojar principalmente nas amígdalas, faringe, laringe e nariz, a difteria se caracteriza pelo surgimento de placas, podendo atingir também o coração, o sistema nervoso central, os rins e o fígado.

A transmissão da doença se dá através de contato direto com uma pessoa doente ou portadora do vírus, por meio de gotículas de secreção respiratória, eliminadas por tosse, espirro ou fala.

Veja também:

 

  • Tétano

O tétano é uma doença não contagiosa, transmitida de forma acidental. Geralmente acomete pessoas que entram em contato com o bacilo tetânico ao manusearem o solo, ou através de ferimentos e lesões ocorridas por materiais contaminados, em ferimentos na pele ou mucosa. O tétano pode ocorrer também após o nascimento, através da contaminação do coto umbilical em filhos de mães que não estão imunizadas contra a doença.

Veja também:

 

 

  • Sífilis

É uma doença infecciosa causada pela bactéria Treponema pallidum que surge de uma lesão nos órgãos genitais e posteriormente, ocasiona lesões espalhadas pelo corpo. Com evolução lenta, a doença pode se manifestar em três estágios. Os maiores sintomas ocorrem nas duas primeiras fases, período em que a doença é mais contagiosa. O terceiro estágio pode não apresentar sintoma e, por isso, dá a falsa impressão de cura da doença. Quando não tratada, a sífilis pode causar cegueira, paralisia, doença cerebral e problemas cardíacos. Todas as pessoas sexualmente ativas devem realizar o teste para diagnosticar a doença, principalmente as gestantes, pois a sífilis congênita pode causar aborto, má formação do feto e/ou morte ao nascer. Assim como todas as DSTs, o parceiro também precisa ser tratado.

  • Tuberculose

A Tuberculose, é uma doença infectocontagiosa que afeta principalmente os pulmões, mas também pode ocorrer em outros órgãos do corpo, como ossos, rins e meninges. A doença é causada por bactérias do complexo Mycobacterium tuberculosis. É transmitida por via aérea, ou seja, a partir da inalação de aerossóis. A contaminação ocorre quando uma pessoa com tuberculose infecciosa ativa expele, ao falar, tossir ou espirrar, pequenas gotas de saliva que contém o agente infeccioso e estes são aspirados por outro indivíduo. Os sintomas são: tosse com a presença de secreção muco sanguinolenta ou não, febre geralmente ao entardecer, sudorese noturna, cansaço excessivo, falta de apetite, emagrecimento, dores musculares entre outros. O tratamento é através de medicamentos ministrados durante 6 meses a 2 anos.

Veja também:

 

  • Pneumonia

É uma infecção não contagiosa que se instala nos pulmões e nos seus e seus alvéolos. É muito frequente e afeta pessoas de todas as idades. Os sintomas são tosse com expectoração, febre alta, calafrios, falta de ar, dor no peito quando se respira fundo, vômitos, perda de apetite, prostração e dores pelo corpo. O tratamento é por antibióticos receitados por médicos.