Entenda quais são as formas de transmissão, sintomas e tratamento da Hepatite A

15.01.2018

Causada pelo vírus VHA, do gênero da família picornavirus e gênero hepatovírus, a  Hepatite A é uma doença infecciosa aguda, potencialmente grave, que causa inflamação do fígado.

É transmitida por via oral-fecal, através de alimentos contaminados ou mal preparados (especialmente frutos do mar, recheios cremosos de doces e alguns vegetais) ou da água contaminada.

A Hepatite A pode ser sintomática ou assintomática, portanto apenas uma minoria apresenta os sintomas clássicos da infecção: Icterícia (pele e olhos amarelados), febre, dores musculares e abdominais, cansaço, mal-estar, falta de apetite, náuseas e vômito, fezes esbranquiçadas e urina com cor semelhante à da coca-cola.

Algumas vezes, os sintomas são brandos e podem ser confundidos com os de uma virose qualquer, fazendo com que o portador nem perceba que teve a doença.

O período de incubação do vírus dura de 15 a 45 dias e durante este processo os sintomas não se manifestam, mas a pessoa infectada já é capaz de transmiti-lo.

Embora não sejam frequentes, complicações podem ocorrer. Uma delas, a hepatite fulminante, é um quadro que se caracteriza pela necrose maciça e morte das células hepáticas nas primeiras seis a oito semanas da infecção.

Juntamente com o histórico clínico, onde o paciente relata os sinais e sintomas, o diagnóstico da Hepatite A é feito através de exame de sangue que detecta alterações hepáticas e anticorpos da fase aguda da doença (anticorpos IgM e IgG).

Não há tratamento específico para a Hepatite A, a evolução da doença é benigna, curando-se espontaneamente em um ou dois meses. Entretanto, em alguns casos, pode demorar até seis meses para o vírus ser eliminado totalmente do organismo.

Há algumas medidas que podem ser adotadas visando a redução dos sintomas e do incômodo, como o uso de medicamentos. Mas, é importante lembrar que nenhum medicamento deve ser ingerido sem consultar um médico.

Não existe necessidade de dieta especial, porém, o uso de bebidas alcoólicas deve ser interrompido. Como o fígado é o órgão mais afetado, medicamentos e a ingestão de álcool podem prejudicar o seu funcionamento.                                               

O Richet realiza exames de Pesquisa de Anticorpos IgM e Pesquisa de Anticorpos Totais para Hepatite A em todas as suas unidades. Para informações, ligue: 3184-3000.