Glúten, saiba mais sobre este ingrediente tao controverso.

12.01.2014

Queridinha das famosas, a dieta sem glúten ajuda a eliminar aquela gordurinha na cintura e a barriga estufada. O glúten está presente no trigo e também na aveia, na cevada, no centeio e no malte. E em produtos que contém esses alimentos na composição, como pães, bolos e massas para dar mais elasticidade e maciez.   O glúten é uma proteína sem valor nutricional e não traz benefícios nem malefícios à saúde. Porém, uma grande parte da população apresenta intolerância a ela, os celíacos.   Mas será que vale a pena eliminá-lo só por opção? Vale lembrar que o glúten não é o responsável pelo aumento de peso, e sim o consumo excessivo de alimentos em que ele está presente.O glúten também é responsável por deixar o metabolismo mais lento, pois demora mais a ser processado. E por isso, a tendência de quando o deixa de consumir, é desinchar. É preciso estar disposto para continuar essa dieta devido às restrições que ela tem. Até nos fins de semana, pois são alimentos comuns no dia a dia. Trocar alimentos que contém glúten por outros mais saudáveis, consequentemente vai fazer você emagrecer. Logo, não é preciso cortar o glúten totalmente, basta utilizá-lo ao seu favor, com uma dieta hipocalórica e equilibrada.   Entretanto, até a memória e o raciocínio podem ser beneficiados com essa dieta.  Acredita-se que a ingestão de glúten está vinculada à ocorrência de depressão, dores de cabeça e déficit de atenção. A hipótese mais provável entre essa relação é o processo inflamatório desencadeado pela proteína.   Pois é, tirar o glúten, no geral, não faz mal. Mas é preciso ter cuidado com quais alimentos irá substituí-lo. Os melhores substitutos são o arroz, milho, batata e aipim, por exemplo. A farinha de trigo está presente em inúmeros alimentos industrializados, porém há alimentos com farinha de arroz e ela é usada para fazer massa e até pães.   Importante: Não adianta trocar os alimentos pela opção sem glúten e comer muito, você não vai emagrecer!      E aí. Afinal, você deve ou não fazer essa dieta?   O primeiro passo é conversar com um nutricionista para elaborar uma dieta sem glúten ou com a diminuição dele, suprindo com os nutrientes necessários. Cada organismo reage de uma forma, algumas pessoas se dão bem com a rotina alimentar sem glúten, outras não.