Verão + Festas de final de ano = Atenção redobrada.

22.12.2014

As festas de final de ano abrem a temporada para uma época que devemos ter cuidado redobrado com o que consumimos, tanto em casa quanto na rua.

Nesta época de festas cometemos muitos exageros alimentares e o verão faz com que os alimentos estraguem mais rápido.

Intestino

Por estes motivos, a infecção intestinal se torna um mal muito comum de acontecer tanto em crianças quanto em adultos e pode ser causada por uma série de agentes diferentes como bactérias, fungos, parasitas e vírus. Os efeitos, independente da infecção viral ou bacteriana, são parecidos: náuseas, vômitos, diarreia, febre, dor abdominal, cólicas e mal-estar. Nos quadros mais graves, podem ocorrer desidratação, perda de peso e queda da pressão arterial. Geralmente, a infecção intestinal não é um problema que apresente muitos riscos para a saúde e é fácil de tratar. Entretanto, em alguns casos, a infecção está ligada a alguma outra doença, que pode ser perigosa, manifestando-se como um sintoma desta. Nestes casos deve-se tomar mais atenção. É extremamente importante a ida ao médico assim que os sintomas iniciarem.

Lembre-se: Diversos microrganismos encontram no verão a temperatura ideal para se multiplicar. Assim, muitos alimentos, quando deixados em temperatura ambiente no verão acabam contaminados devido à multiplicação destes microrganismos. As bactérias são os agentes mais encontrados em alimentos contaminados. Casos de infecções intestinais causadas por bactérias do gênero Salmonella ou E. coli são os mais frequentes.

Vírus

Além da infecção através de alimentos contaminados, também podem ocorrer casos de infecção devido a hábitos de higiene incorretos. Por isto, é extremamente importante lavar as mãos corretamente após ir ao banheiro e antes de cozinhar. Outra forma muito comum de se adquirir uma infecção intestinal é através de água contaminada. É importante que em qualquer época do ano a água para consumo seja filtrada, mineral ou fervida. Lembrando que todas essas ações são preventivas, não significando que não haverá contaminação.

Como já explicado anteriormente, as infecções podem ser virais (causadas por vírus) ou bacterianas (causadas por bactérias). O vírus entra nas células intestinais sem destruí-las, mas gerando uma resposta inflamatória intensa. Já as bactérias causam ulceração e abscessos na mucosa, induzindo a uma resposta inflamatória. Mas as crianças são mais acometidas pelo rotavírus, enquanto nos adultos há uma prevalência do norovírus.

Intestino

Devemos ter uma atenção maior com gestantes, crianças e idosos, pois o risco de desidratação é maior e o tratamento dependerá em que estágio e que tipo de infecção intestinal o paciente está sofrendo.

Durante o tratamento recomendamos uma alimentação leve com grelhados, legumes cozidos, verduras e frutas, bastante água e suco de laranja para fortalecer as defesas do organismo e não acarretar outras doenças de associação. Seu médico deve ser sempre consultado antes da ingestão de medicamentos.