Conheça a febre maculosa, a doença dos carrapatos

07.03.2019

Você deve ter muito cuidado com o carrapato-estrela: ele é um dos maiores vetores de diversas doenças. Entre elas está a febre maculosa, uma doença infecciosa, febril aguda, transmitida pelo inseto infectado pela bactéria Rickettsia rickettsii. Apesar da gravidade variável, a febre maculosa brasileira tem elevada taxa de letalidade. No Brasil, há casos frequentes nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Pernambuco e Bahia.

 

O carrapato-estrela

O carrapato-estrela (Amblyomma cajennense) é um tipo de carrapato hematófago, ou seja, que se alimenta de sangue, e pode ser encontrado em pets de estimação (cães, aves domésticas), animais de grande porte (bois, cavalos, etc.), roedores e, especialmente, na capivara, o maior de todos os reservatórios naturais do inseto.

É preciso ressaltar também que, potencialmente, qualquer carrapato pode ser um vetor, não apenas o estrela. Ocorre que os carrapatos do gênero Amblyomma são os principais. Mas o Rhipicephalus sanguineus, por exemplo, mais comum em cães, também pode transmitir a febre maculosa.

 

Transmissão da febre maculosa

Para haver transmissão da febre maculosa, o carrapato infectado precisa ficar pelo menos quatro horas fixado na pele das pessoas. Os insetos de menor tamanho ou mais jovens são vetores mais perigosos, pois são os mais difíceis de serem vistos.

Não existe transmissão da doença de uma pessoa para outra.

 

Sintomas da febre maculosa

Quando a bactéria cai na circulação causa vasculite (inflamação dos vasos sanguíneos). Os primeiros sintomas começam a aparecer de dois a catorze dias depois da picada. O mais comum é o surgimento após sete dias.

A febre maculosa começa repentinamente com um conjunto de sintomas semelhantes aos de outras infecções: febre alta, dores no corpo e na cabeça, indisposição e falta de apetite. Depois, aparecem pequenas manchas avermelhadas (máculas), que crescem e tornam-se salientes (maculopápulas). Há também erupção cutânea na palma das mãos e na planta dos pés.

 

Diagnóstico

O diagnóstico precoce é importante para dar início ao tratamento porque a taxa de letalidade da doença é elevada. No Richet Medicina & Diagnóstico, oferecemos dois exames que detectam a doença, com testes IGG e IGM.

Clique aqui para acessar o exame IgG

Clique aqui para acessar o exame IgM

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Tratamento

Não existe vacina contra a febre maculosa brasileira. Apesar disso, a doença tem cura, desde que o tratamento com antibióticos seja introduzido nos primeiros dois ou três dias, após o surgimento dos primeiros sintomas. O ideal é manter a medicação por dez a catorze dias, mas logo nas primeiras doses o quadro começa a regredir e evolui para a cura total.

O sucesso do tratamento está diretamente ligado a seguir os passos corretamente. Qualquer atraso pode provocar complicações graves, como inflamação do cérebro, paralisia, insuficiência respiratória ou insuficiência renal, comprometimento do sistema nervoso e lesões vasculares, que podem colocar em perigo a vida do paciente.

Procure a unidade de saúde mais próxima em caso de suspeita.

 

Prevenção e recomendações

O carrapato infectado precisa ficar pelo menos quatro horas fixado na pele para haver transmissão. Ou seja, quanto mais rápido uma pessoa retirar os insetos de seu corpo, as chances de contrair a doença são reduzidas.

É fundamental evitar o contato com carrapatos. Se, por acaso, estiver numa área em que eles possam existir, tome as seguintes precauções:

  • - Examine seu corpo cuidadosamente a cada três horas, pelo menos;
  • - Use roupas claras, pois facilitam enxergar melhor os carrapatos;
  • - Coloque a barra das calças dentro das meias e calce botas de cano mais alto;

 

Caso o carrapato se fixe na sua pele, tenha cuidado ao retirá-lo. Utilize uma pinça e puxe-o para cima, sem torcê-lo.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

E não se esqueça: os sintomas iniciais da febre maculosa são semelhantes aos de outras infecções. Fique atento!

 

Para informações sobre nossos exames, acesse:

www.richet.com.br/exames/

 

Para informações e agendamento de exames, entre em contato através de nossos canais de comunicação direta:

- Central de Relacionamento: (21) 3184-3000

- Contato Site: www.richet.com.br/contato-cliente/

- Coleta Domiciliar: www.richet.com.br/agendamento-de-exames/

- Chat Online: http://bit.ly/Chat_Online_Richet