Painel Molecular para Detecção de Vírus Respiratórios

18.08.2014

Rapidez na identificação dos vírus associados às Infecções Respiratórias Agudas.

As infecções respiratórias agudas são bastante freqüentes em nosso meio, sendo responsáveis por altos índices de consultas médicas, hospitalizações e mortes, principalmente na infância.

Estima-se que metade das infecções respiratórias agudas seja causada por vírus, afetando principalmente pacientes imunossuprimidos, idosos e lactentes. Dentre as principais doenças, destaca-se a pneumonia como a principal causa de mortalidade embora outras patologias como gripe, bronquite, faringite, traqueobronquite e resfriados comuns também ocorram. Dentre elas a sintomatologia é bastante similar, o que torna necessário um sistema diagnóstico que possa discriminar o agente infeccioso envolvido e também confirmar as possibilidades de co-infecção.

Os vírus mais freqüentemente associados às infecções respiratórias são:

Adenovirus
Bocavirus
Coronavirus
Enterovirus (Echovirus)
Influenza A, B, C
Metapneumovirus
Parainfluenza 1, 2, 3, 4
Rhinovirus
Virus Sincicial Respiratório (RSV)

A importância do diagnóstico se dá não apenas pela grande variedade dos agentes patogênicos envolvidos como também pela alta freqüência das co-infecções. Além disso, a correta identificação dos agentes pode evitar o uso excessivo de antibióticos no tratamento das infecções respiratórias e pneumonias.

O Laboratório Richet disponibiliza um Painel Molecular capaz de detectar e caracterizar a presença dos tipos mais freqüentes de vírus humanos causadores de infecções respiratórias em amostras clínicas. A detecção é feita através da técnica RT-PCR (reação em cadeia da polimerase por transcriptase reversa) em uma nova plataforma baseada em microarrays de baixa densidade com análise automatizada. O teste pode ser realizado em amostras respiratórias colhidas em frasco estéril ou em swab com meio U.T.M.® que pode ser solicitado e retirado em qualquer uma das unidades do laboratório. As amostras devem ser enviadas ao laboratório em até 24 horas após a coleta em temperatura ambiente ou, em caso de demora, podem ser refrigeradas. Os resultados são liberados em até 48 horas após a chegada das amostras na matriz técnica do Laboratório Richet.

Vírus e ranking de importância nas doenças do trato respiratório

 

Gripe

Resfriado

Otite

Bronquite

Pneumonia

Influenza

++++

++++

-

+

++++

Parainfluenza

+++

+

-

++++

++++

RSV

+++

+

-

++++

++++

Adenovirus

+++

++

-

-

++++

Rhinovirus

++++

+

+

-

-

Coronavirus

++

+

+

-

+

+ a ++++, menor a maior importância; - importância mínima ou ausente

Distribuição e Importância por faixa etária

 

Crianças

Adolescentes

Adultos

Idosos

Influenza

+++

+++

++++

++++

Parainfluenza

++++

+

++

+

RSV

++++

+

+

++

Adenovirus

+++

++++

++

 

Rhinovirus

++++

+++

++++

++++

Coronavirus

+++

+

+

-

+ a ++++, menor a maior importância; - importância mínima ou ausente

Painel Vírus Respiratórios Richet:

Adenovirus
Bocavirus
Coronavirus
Enterovirus (Echovirus)
Influenza A H3N2
Influenza A H1N1/2009
Influenza B
Influenza C
Parainfluenza 1
Parainfluenza 2
Parainfluenza 3
Parainfluenza 4 (4a e 4b)
Metapneumovirus A
Metapneumovirus B
Rhinovirus
Virus Sincicial Respiratório A
Vírus Sincicial Respitatório B

Referências:

CANTAI A, MORY O, PILLET S, VERHOEVEN PO, BONNEAU J, PATURAL H, POZZETTO B. Epidemiology and microbiological investigations of community-acquired pneumonia in children admitted at the emergency department of a university hospital. J Clin Virol 60(4): 402-7. 2014

FROBERT E. ESCURET V., JAVOUHEY E., CASALEGNO JS, BOUSCAMBERT-DUCHAMP M, MOULINER C, GILLET Y, LINA B, FLORET D, MORFIN F. Respiratory Viruses in Children Admitted to Hospital Intensive Care Units: Evaluating the CLART1 Pneumovir DNA Array®. Journal of Medical Virology 83: 150-155. 2011

MAHONY, JB. Detection of Respiratory Viruses by Molecular Methods. Clin Microbiol Rev 21(4):716-747. 2008

MUFSON, MA. Respiratory Viruses. In: Specter, S, Hodinka, RL, Young SA. Cinical Virology Manual. ASM Press, 3a. Ed. 2010

PANDA S, MOHAKUD NK, PENA L, KUMAR S. Human metapneumovirus: review of an important respiratory pathogen. Int J Infect Dis. Maio 17. 2014.

ROMERO-GOMEZ MP, GUERETA L, PAREJA-GRANDE J, MARTINEZ-ALARCON J, CASAS I, RUIZ-CARRASCOSO G, ORY F., POZO F. Myocarditis caused by Human Parainfluenza Virus in an Immunocompetent Child Initially Associated with 2009 Influenza A (H1N1) Virus. Journal of Clinical Microbiology, Maio 2011

RONCHI A, MICHELOW IC, CHAPIN KC, BLISS JM, PUGNI L, MOSCA F, SANCHES PJ. Viral Respiratory Tract Infections in the Neonatal Intensive Care Unit: The VIRIoN-I Study. J Pediatr Jul 12. 2014

Baixe o artigo aqui