Painel molecular para detecção e diferenciação de Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs)

08.11.2015

A importância do Diagnóstico das Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs)

Pesquisa realizada pelo Ministério da Saúde em 2014 sugere que mais de 10,3 milhões de brasileiros já  tiveram algum sinal ou sintoma de uma doença sexualmente transmissível (DST).

Desse total, cerca de 18% dos homens e 11,4% das mulheres não buscaram atendimento médico.

As DSTs podem levar à complicações a longo prazo, tais como a doença inflamatória pélvica, infertilidade, câncer cervical ou até mesmo aumentar o risco de infecção pelo HIV.

Vantagens de uma Abordagem Sindrômica

Diminuição dos custos e tempo para resultados 
Detecção de co-infecções (assintomáticas)
Abordagem mais precisa do diagnóstico ao tratamento

Vantagens do Painel Molecular

Alta sensibilidade e especificidade para diferentes tipos de amostra
Confirmação de suspeitas de infecções e/ou co-infecções
Detecção de infecções em indivíduos assintomáticos
Coleta de amostra não invasiva, incluindo urina

Fonte: http://portalsaude.saude.go

Baixe o artigo aqui